Quem sou eu

Minha foto
Ribeirão Pires, São Paulo
Sou Ivone e este é o significado do meu nome : Feminino diminutivo de Ivo, que vem do anglo-saxão, e significa pessoa atenta. Nome que indica liberdade e esperança. É próprio de pessoas com grande integridade e que se regem por seus próprios critérios, os quais defendem com firmeza sempre que consideram necessários.

domingo, 21 de agosto de 2011

Mulher que vai a luta, que conquista os espaços pela sobrevivência, mas o mais difícil é ser mãe.




          Sem perceber a mulher traça seu caminho. Caminho este que se projeta através de suas dores e lutas, anseios e amores. Muitas vezes não é notada e nem valorizada.

          Inútil tentar decifrar essa mulher. Esse intenso universo de emoções, sensibilidade e força, está sempre rompendo barreiras para conquistar o espaço em defesa do seu filho.

          Quando grávida, ela carrega, dentro de si, sua vida que tira tudo dela, deixando-a fraca e enjoada, pois, precisa de seu sangue para construir o próprio caminho.

          Os primeiros meses são difíceis, noites sem dormir, entre cólicas e manhas. Sua vaidade é ferida, acha que vai ficar feia, gorda. O brilho de seus olhos revela preocupações. Essa mulher que gera santos, bons e maus.

          Mãe sempre defende, nunca vê defeitos, se a filha engravida, o culpado é o filho da outra, se bebe, se mata, alguém o colocou em maus caminhos, mas nunca assume o erro do filho. Alguns pedem sua benção, outros dizem para onde vão, outros batem a porta com força sem dizer quando voltam ou se voltarão. Por estes ela sofre, sente angústia, reza e chora.

          Algum tempo depois, eles voltam. Rosto fechado, objetos atirados longe, xingam, chutam, deprimem..."Ele está nervoso”, justifica a mãe, “foi tão doentinho quando criança”. Não tem sorte na vida, mas tem um bom coração. “Os irmãos e o pai não tem paciência com ele”, quando está bom é um filho maravilhoso, e assim continua a mãe sempre defendendo seu filho, pois quer vê-lo feliz a qualquer preço.

          Mãe não dorme, cochila em estado de alerta, enquanto seus filhos não chegam. Não comem senão as sobras, ou quando vai comer algo o filho aparece e pede. Mãe quando bate ou castiga, apanha junto, meio a meio. Quando o filho faz uma graça, faz questão de contar para os outros, pois o dela é sempre o mais inteligente, mais bonito, o que representa melhor.

          Observe o olhar de uma mãe quando seu filho tem uma vitória, é tão contagiante que o seu semblante se modifica.

          Ameace um de seus filhos e estará enfrentando uma leoa feroz! Agora elogie e acaricie um deles e estará acariciando a própria mãe.

          É impossível descrever o mistério materno. Mãe moça, bonita, feia, velha, mãe santa, até o dia em que consumida no silêncio e na dor, se vai para sempre! E este lugar, nunca será preenchido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e nos fale o que achou da postagem.